domingo, 12 de agosto de 2018

Qual a novidade, Alberto?

"Há dias, tentei explicar à minha amiga Leonor (Freitas da Silva) o desagradável sentimento que o país actual me inspira. Acho que mencionei a vergonha. É pior, Leonor, pior do que vergonha e pior do que desprezo. É a impressão de que atingimos um ponto sem retorno e sem remédio, em que a prepotência é tão arrasadora e a impunidade tão evidente que quem as sofrer calado deixa de ser vítima para se tornar cúmplice. E é a certeza de que a vasta maioria dos portugueses não hesita na escolha. Deixar arder, pois, em Monchique e em todo o lado."

Alberto Gonçalves, Observador

O Sócrates roubou, com os amigos, o país em milhares de milhões de euros e... nada. Continua a dizer que escreve livros, em casa, rico, patusco e irritante.

Sem comentários:

Enviar um comentário