quarta-feira, 16 de maio de 2018

Clubite à parte, foi chato?

"Está escrito num livro algures que uma das estratégias supremas da liderança é a relativização. Os bons líderes, aliás, os excelentes líderes, aqueles que chegam longe, são os que relativizam. Aconteça o que acontecer e a bem da estabilidade, que é outro conceito admirável nas obras de gestão, um líder extraordinário relativiza.

É nesta lógica que se encaixam preciosidades do relativismo, como “a vida continua”, “amanhã é outro dia”, ou, simplesmente, o “foi chato” de Bruno de Carvalho."

Expresso, Pedro Candeias

É chata a fome em África...
É chata a guerra na Síria...
São chatos os refugiados...
É chato... 
É chata... 

Sem comentários:

Enviar um comentário